Início GERAL Casos de covid-19 crescem 17% em um dia, segundo Ministério

Casos de covid-19 crescem 17% em um dia, segundo Ministério


source
Coletiva Ministério da Saúde arrow-options
Reprodução YouTube

Número de casos cresceu 17% em um dia

Nesta sexta-feira (27), o secretário de vigilância em saúde, Wanderson Kleber de Oliveira, divulgou que foram confirmados 502 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas. Durante coletiva do Ministério da Saúde, Oliveira e o secretário executivo de saúde João Gabbardo evitaram temas políticos .

O aumento de casos de um dia para o outro representa um incremento de 17,2%. Na coletiva de quinta (26), os secretários disseram que o crescimento de casos está dentro do esperado até a taxa de 33%.

Leia:  ‘Não haverá subnotificação’, diz Ministério da Saúde sobre covid-19

Sobre nova campanha do governo federal, que diz que “o Brasil não pode parar”, Gabbardo respondeu: “Não tentem forçar o ministério a incendiar uma coisa que já está na nossa frente”, comparando a situação do novo coronavírus no Brasil com um incêndio. 

Oliveira explicou que pico de casos de covid-19 no Brasil será diferente do de países do hemisfério norte. “Dengue, chikungunya, influenza e covid-19 são vírus que estarão convivendo e que causam sintomas parecidos no começo”, afirmou.

Leia:  No Brasil, há 92 mortes por covid-19 e 3.417 casos

Secretários voltaram a mencionar a hidroxicloroquina , que será usada apenas dentro de hospitais e em pacientes em estado grave. Foi divulgado também o dado com número de internados : há 116 pacientes em enfermaria e 148 em tratamento intensivo (UTI). 

Quinta-feira (26), eram 205 e 194, respectivamente. No entanto, no comparativo não é possível saber o número de recuperados. Os secretários tinham prometido na coletiva de quinta (26) que os dados sobre pacientes recuperados de covid-19 seria disponibilizado na plataforma oficial até esta sexta, mas isso não ocorreu.

Sobre equipamentos de segurança, Gabbardo disse que ministério não distribuirá máscaras aleatoriamente. “Estamos comprando tudo que é possível. Fizemos 71 apreensões de empresas que queriam exportar mas que tinham negado nossas licitações”, afirmou.

Oliveira afirmou que na próxima semana, ministério “lançará parceria com a maior rede de laboratórios da América Latina para contribuir na produção de testes ” para o novo coronavírus.

A coletiva de imprensa deste sábado (28) contará com a presença do ministro da saúde, Luiz Henrique Mandetta, que apresentará cenários futuros do covid-19 no Brasil, projeções até então não divulgadas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments